terça-feira, 23 de agosto de 2011

Olaria Pedrada - Nisa

Pote com decoração barroca de estilo moderno, com apenas uma ida, pedra nº2

Trabalho minucioso de mãos femininas 
Desconhece-se até ao momento quais as origens precisas e exatas das olaria pedrada de Nisa. 
O que se sabe é que a olaria pedrada esta intimamente ligada à preservação da água e é uma tradição bastante antiga. É típica na região do Alto Alentejo, principalmente em Nisa e Estremoz, embora essas duas localidades abordem a técnica decorativa de forma diferente. 



Inicialmente a principal função desta olaria era a conservação de água fresca para uso essencialmente doméstico assim como o seu transporte pelos viajantes e trabalhadores rurais que passavam ou trabalhavam na região.
Na sua feitura entram dois tipos de barro , o barro branco e o barro preto podendo ser usado ainda no acabamento da peça o barro vermelho. Na sua decoração, empregam-se fragmentos de quartzo frequentemente incrustação por mulheres, sendo os motivos florais os mais frequentes.

Mãos femininas ao trabalho

Dada altura verificou-se uma procura crescente destas peças para fins decorativos. O que veio originar posteriormente uma adaptação na tipologia e execução na decoração das peças. Deu-se o início ao fabrico de novas peças para além do tradicional vasilhame. Na tentativa de corresponder a procura de mercado começaram a produzir-se artefactos decorativos: travessas, jarras, pratos, pequenas réplicas de animais, além de outros objetos.

Gaspom com decoração simples. Peça para flores


A decoração das peças começou a ser utilizada a pedra de menor calibre (nº 1 e 2) somente numa ou duas linhas ou idas, conforme atesta o povo.
 
Moringue com decoração de tipo antigo, em pedra grossa e com duas idas 

Pote com decoração moderna, ao estilo barroco, pedra nº2

Contacto:
Edifício da Cadeia Nova, Largo da Cadeia Nova

6050-363 NISA, Portugal

Tel.: 245 429 426

Fax.: 245 412 799 

Câmara Municipal de Nisa


Museu@cm-nisa.pt

www.cm-nisa.pt








Sem comentários:

Enviar um comentário