terça-feira, 5 de julho de 2011

Pastéis de Belém


A inaugurar este blogue de coisas portuguesas com certeza, um começo doce e carregado de história. Com esta magnífica confeitaria portuguesa cuja marca registada data de 1837 e faz desta especialidade portuguesa a rainha da doçaria nacional.
 


Dados históricos indicam que no início do Século XIX, em Belém, perto do Mosteiro dos Jerónimos, laborava uma refinação de cana-de-açúcar associada a um pequeno local de comércio variado.
Em 1820 a revolução Liberal tem como consequência o encerramento em 1834 de todos os conventos de Portugal, expulsando o clero e os trabalhadores.
As regras da sobrevivência falam mais alto e alguém do Mosteiro põe à venda nessa loja uns doces pastéis, rapidamente designados por "Pastéis de Belém".



Dado enquadramento geográfico da altura a zona de Belém era distante do centro de Lisboa no entanto a importância do Mosteiro dos Jerónimos e da Torre de Belém, atraiam muitos visitantes que rapidamente se habituaram a saborear os pastéis originários do Mosteiro,
No ao de 1837 dá-se inicio ao fabrico deste néctar dos Deuses fabricado segundo uma receita secreta oriunda do convento.


O secretismo da receita e a forma artesanal com que são fabricados, torna ainda mais apetecível e misterioso este açúcar que nos consola deliciosamente a cada visita, às vezes também secreta. 



Fonte: 
http://pasteisdebelem.pt/pt.html




Sem comentários:

Enviar um comentário